Aviação Civil

Emirates: expansão nos Estados Unidos necessita de aeronaves menores

Aeronaves como o Boeing 787-9 e 777-8X são necessárias para atender mercados secundários nos Estados Unidos.

A Emirates estuda expandir sua rede nos Estados Unidos, o plano inicial é dobrar o número de vôos diários de algumas grandes cidades dos EUA e utilizar o direito de quinta liberdade conectando novos mercados a Dubai.

É uma mudança de estratégia da Emirates, que nos últimos anos viu a demanda dos voos para os Estados Unidos reduzir e consequentemente perder presença no mercado americano. A proibição e diretrizes executadas pelo governo Trump no ano passado, causaram impactos negativos a empresa.

IMG_1012 copy

Airbus A380 atende as grandes cidades americanas.

O CEO da Emirates, Tim Clark, acredita que com a melhoria dos negócios, a Emirates pode restaurar a segunda frequência diária para algumas cidades, como o segundo voo para Los Angeles. No mercado Norte-Americano, a Emirates se concentrou nos grandes centros ou em hubs de parceiras comerciais como Boston e Fort Lauderdale focus cities da jetBlue e Seattle, hub da Alaska Airlines.

Utilizando basicamente dois modelos da frota, o Airbus A380 e o 777-300ER, a Emirates fica restrita aos grandes mercados nos Estados Unidos, impossibilitando a criação de voos para cidades médias que não absorveriam a oferta viável com os atuais equipamentos.

B46C2B5D-338E-44C1-A924-ECEB1D01E4B5-183-00000016CDED0442

Boeing 787 pode ser peça chave na expansão da Emirates nos Estados Unidos.

No ano passado, a Emirates fez um pedido para 40 Boeing 787-10 Dreamliners, com direitos de conversão para o Boeing 787-9. Com o 787-9, a Emirates teria o avião com alcance ideal para atender cidades menores dos EUA. Além dos Boeing 787, a Emirates em breve começará a receber o Boeing 777-8X que poderá permitir o acesso aos mercados que anteriormente não eram viáveis nos EUA.

“Imagine o 787-9 indo para algumas dessas cidades ou até mesmo o 777-8X, ainda é um grande avião, mas não é um A380. Você tem uma capacidade muito mais apropriada para atender à demanda por essas cidades de segundo ou terceiro nível do que seria possível com um A380”, explanou Tim Clark.

A Emirates atende atualmente as seguintes cidades nos EUA: Boston, Chicago, Dallas, Fort Lauderdale, Houston, Los Angeles, New York, Newark, Orlando, San Francisco, Seattle e Washington DC.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s