Aviação Civil

Boeing completa junção das principais seções da fuselagem do primeiro 777X

Primeiro voo ocorrerá em 2019, entregas iniciais estão programadas para 2020.

Em um importante marco de produção chamado de “junção final do corpo”, as equipes da Boeing conectaram o nariz do avião, as seções média e traseira na fábrica da empresa em Everett, Washington.

O jato agora mede 77 metros de comprimento, sendo a aeronave comercial mais longa produzida pela fabricante.

777X Final Body Join_FT1_Saddle Fixture

Protótipo do Boeing 777-9 que realizará teste em voo está próximo de ter sua montagem concluída.

O 777X levou a Boeing a introduzir um novo sistema de produção. “Com o 777X, o sistema de produção foi integrado ao programa de desenvolvimento mais cedo do que qualquer outro avião, e a equipe está fazendo um ótimo trabalho ao atingir nossas metas como esperado”, disse Josh Binder, vice-presidente e gerente geral do 777X.

Com a extensão de um conjunto de pontas das asas dobráveis ​​e inclinadas, a envergadura do avião mede 235 pés (72 metros). Adicionando wingtips dobráveis, a envergadura do 777X foi aumentada para aumentar a eficiência aerodinâmica da asa, reduzindo o empuxo do motor e o uso de combustível.

Além disso, as wingtips dobráveis ​​permitem que o 777X mantenha a compatibilidade do aeroporto com a família 777 existente, agregando valor para os clientes.

O primeiro 777X introduzido será o modelo 777-9, que pode acomodar de 400 a 425 passageiros em uma configuração padrão e oferecer um alcance de 7.600 milhas náuticas (14.075 km).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s