Aviação Civil

Airbus completa 50 anos; do sonho europeu a líder global

Fabricante europeia completa cinco décadas com pioneirismo e sucesso.

Fruto de uma coesão entre países a Airbus reflete a construção da modernidade e unidade da Europa. Fundada em 29 de maio de 1969, a fabricação de aeronaves no continente europeu era um desafio, e simbolizava avanços políticos, tecnológicos e econômicos.

Na edição do Paris Air Show de 1969, o ministro francês dos Transportes, Jean Chamant e o ministro alemão de Assuntos Econômicos, Karl Schiller, assinaram um acordo para o desenvolvimento conjunto da aeronave A300, um bimotor de corredor duplo para viagens aéreas de médio curso.

Airbus Industrie is officially created as a GIE

Assinatura de criação da Airbus no Paris Air Show.

A Airbus surgia em um momento delicado para a indústria aeronáutica do continente, a parceria França e Inglaterra que desenvolvia o Concorde estava em colapso, apesar do projeto ambicioso, a construção da aeronave supersônica era uma fonte de gastos milionários para os governos francês e britânico, enquanto o retorno comercial era praticamente inexistente.

Além do cenário europeu, a indústria era dominada por empresas do outro lado do Atlântico, consolidadas no setor as norte-americanas Boeing, McDonnell Douglas e Lockheed detinha 80% do mercado de aeronaves.

Três anos depois da assinatura do documento que marcava o surgimento da Airbus, nascia o A300, realizando seu primeiro voo em 28 outubro de 1972. O primeiro wide body da indústria foi entregue a Air France no dia 30 de maio de 1974.

A300Firstflight

As vendas da aeronave de fuselagem larga só deslanchariam quatro anos depois, alcançando um ritmo de encomendas constante, se tornando a base de outros projetos da fabricante. Mais de 550 A300 foram construídos, o desenho da fuselagem do bimotor seria utilizado anos depois nas aeronaves A330 e A340, aprimorando asas, motorização e incorporando avanços no cockpit.

Mas o produto de maior sucesso da Airbus não seria uma jato de grande porte, com a procura por viagens de avião crescendo cada vez mais, rotas domésticas eram criadas e a demanda por aeronaves de corredor único crescia exponencialmente. A Airbus tinha o mercado europeu e uma aeronave moderna frente aos já antiguados da indústria americana, principalmente o Boeing 737-200 e o Douglas Dc-9.

Dez anos depois da primeira entrega do A300 à Air France, o A320 era lançado em março de 1984. O primeiro jato de corredor único voou pela primeira vez em 22 de fevereiro de 1987, e foi entregue à Air France, cliente de lançamento, em março de 1988. Surgia então o maior sucesso comercial da Airbus, novas versões do A320 foram desenvolvidas, a família completava o segmento de 130 a 210 assentos com a gama de produtos da Família A320: A319, A320 e A321.

37790-19

A frente de sua época o A320 era um dos aviões mais complexos e inovadores, e ajudou a impulsionar a adoção da tecnologia fly-by-wire, e a empregar a comunalidade do cockpit em aviões comerciais.

Outros projetos não obtiverem o êxito esperado, o grande destaque fica por conta do A380, programa desenvolvido no início da década dos anos 2000, tal como o A300 era visionário e ambicioso no seu tempo. Apesar de um sucesso tecnológico, o mesmo não se pode dizer comercialmente, o maior avião comercial de passageiros deixará de ser produzido em 2021.

IMG_20190529_104514

Cinco décadas depois, e 12.000 aeronaves entregues, a Airbus viu rivais deixarem o mercado de aviação comercial, ultrapassou a Boeing em número de vendas e entregas por alguns anos, alternando constantemente a liderança com a americana.

Para celebrar os 50 anos da empresa, a Airbus lançou uma campanha global, de 29 de maio a 17 de julho, mostrando os principais momentos de progresso pioneiro ao longo das últimas cinco décadas.

“A história da Airbus é de ambição e progresso e tem sido uma vitrine da integração europeia. Ao longo de cinco décadas, reunimos empresas de aviação civil e de defesa de todo o continente. Há 50 anos, somos pioneiros em muitas inovações através de nossa paixão e inovação, transformando a indústria e ajudando a levar a sociedade adiante. A Airbus é uma história de homens e mulheres incríveis, uma história de grandes realizações no passado e, acima de tudo, no futuro”, diz Guillaume Faury, CEO da Airbus.

Do improvável e difícil plano de construir aeronaves, como exemplo de unificação que o continente europeu tanto almeja, o sonho deixou de ser apenas um sonho, e se tornou uma gigante global consolidada.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s