Aviação Civil

Airbus e Boeing no Paris Air Show 2019

Confira o balanço de vendas do Paris Air Show 2019.

A edição deste ano da principal feira de aviação no mundo, vem destacando as duas maiores fabricantes de aeronaves como sempre. Porém, assim como as edições anteriores, vem diminuindo a quantidade de encomendas de novas aeronaves.

A começar pelo difícil ano que a Boeing está enfrentando, tendo toda a frota de Boeing 737 MAX no mundo parada no chão enquanto a aeronave não é certificada novamente. O atraso do programa do Boeing 777X também foi um fator considerável. Desta maneira, a maior fabricante de aviões do mundo não pôde levar seus dois novos produtos para o Paris Air Show 2019, tendo que apresentar o Boeing 787 Dreamliner.

Já por outro lado, a Airbus foi inovadora, com o lançamento realizado na feira do mais novo integrante da família Airbus A320neo, o A321XLR. O mais novo jato, poderá ter até 15% a mais de alcance que o A321LR, com 4.700 milhas (8.700 km) de alcance total. Rotas como Roma à Nova York, Londres à Miami e também Miami à Buenos Aires, poderão ser efetuadas com o A321XLR. Tudo isso por conta da adição de novos tanques de combustíveis transportando entre 180 a 220 passageiros.

Airbus A321XLR

A Airbus também contou com as demonstrações dos Airbus A330-900neo e do A350-1000, que são suas novas aeronaves de corredor duplo.

Números

O Paris Air Show 2019 apresentou um baixo número de encomendas comparado aos anos anteriores, inclusive em relação a feira de Farnborough, na Inglaterra, que é sua principal concorrente. Este ano foram vendidas 866 aeronaves, e a feira inglesa no ano passado, rendeu 1464 pedidos.

Comparativo 1

Comparativo entre as feiras Paris Air Show e Farnborough

A Farnborough teve quase o dobro de encomendas da edição anterior, enquanto o Paris Air Show reduziu em praticamente 30% das vendas.

Vendas

Em relação as vendas, a Airbus levou o maior número de pedidos, com 388 unidades. Já a Boeing, 232. A família Airbus A320neo foi a que mais obteve pedidos, foram 238, contra 200 do Boeing 737 MAX, que teve apenas um comprador, o grupo IAG (formado pela British Airways e Iberia).

Airbus A321LR

O Airbus A321LR. A nova versão XLR estará disponível a partir de 2023.

A Airbus também conseguiu vender 85 unidades do seu menor jato, o Airbus A220. As companhias americanas JetBlue e Delta foram as compradoras, enquanto a AirLease Group e NAC, empresas de leasing, pediram 50 e 20 unidades respectivamente.

Vendas

Quantidades de pedidos por fabricante durante o PAS2019.

Em relação as aeronaves de corredor duplo (widebody), a Airbus vendeu 24 unidades do A330-900neo. A Boeing, vendeu 25 unidades do 787 e 7 do 777-200, sendo seis na versão cargueira para a China Airlines e uma na versão de passageiros para a Turkmenistan Airlines.

A Embraer que levou para exposição o E195-E2, obteve 78 vendas no total, para os modelos E175-E1 e E195-E2. Os destaques ficaram com a United tendo 20 pedidos mais 19 opções do E175-E1, e a KLM, que registrou 35 pedidos para o E195-E2. A ATR por sua vez levou 145 pedidos para as versões ATR42-600 e ATR72-600.

Embraer E195-E2

A Embraer preparou a pintura Lion Tech para exposição durante o Paris Air Show 2019.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s