Aviação Civil

Sem 737 MAX, American Airlines prevê queda de US$ 185 mi no lucro do 2º trimestre

Boeing 737 MAX causa impactos à maior companhia aérea do mundo.

Sem poder operar seus Boeing 737 MAX 8, a American Airlines informou nesta quarta-feira, 10, que seu lucro no segundo trimestre deve ser reduzido em US$ 185 milhões.

Com a paralisação da frota de 24 aeronaves Boeing 737 MAX, a companhia cancelou 7.800 voos nos últimos três meses. A aérea com sede em Dallas/Fort Worth possui a segunda maior frota de 737 MAX dos Estados Unidos, atrás apenas da Southwest Airlines.

American Airlines

A American Airlines já acumula perdas US$ 235 milhões (somados aos US$ 185 mi anunciados previamente hoje) causadas pelo 737 MAX no primeiro semestre de 2019. Durante o primeiro trimestre, a paralisação do jato de corredor único gerou impacto financeiro de US$ 50 milhões, e queda de 5,4% na receita operacional no período.

A queda da capacidade deve aumentar a receita unitária por passageiro para uma taxa entre 3% e 4% no segundo trimestre. A previsão anterior era de alta de 1% a 3%. A companhia também elevou sua previsão de margem trimestral antes de impostos de 8,5% a 9,5%, a anterior era estimada entre 7% a 9%.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s