Aviação Civil

Delta recebe seu último Boeing

Delta recebe seu último 737-900ER, plano de frota atual contempla apenas novas aeronaves da Airbus.

A Delta encerrou um capítulo de sua história com a entrega final de aeronaves encomendadas junto a Boeing. A companhia com sede em Atlanta, recebeu no dia 27 de junho, seu 130º 737-900ER, matrícula N930DZ (MSN 63539/LN 7592) última aeronave da Boeing entregue à empresa.

O N930DZ é uma das últimas unidades da popular familia 737 Next Generation produzidas e entregues, em Renton, no estado de Washington, Estados Unidos. Você pode conhecer um pouco da história do 737NG aqui.

IMG_20190711_110642

Foto: Christopher Lee

Antes de entrar na malha o N930DZ teve os split-scimitar winglets e o sistema de entretenimento (IFE) instalados em Kansas City. Entrando na rede de rotas da Delta na quarta-feira, 10, realizando o voo DL559 entre Atlanta e San Juan.

A versão de alcance estendido da maior versão do 737NG, fez parte do plano de renovação da frota da Delta no início da década, substituindo em parte os MD-88 e MD-90.

Em agosto de 2011, a Delta Air Lines finalizou o pedido para 100 737-900ER, adicionando outras 20 unidades no final de 2015 e mais 10 em 2017, se tornando a segunda maior operadora do modelo no mundo com 130 aeronaves, atrás da United Airlines que possui 148 jatos -900ER.

Os 737-900ER estão configurados para até 180 passageiros, sendo 20 assentos na First, 36 da Delta Comfort e 139 na Main Cabin. Todos os assentos possuem telas individuais e entradas de energia.

A Delta conta atualmente com 531 aeronaves Boeing, sendo 91 717-200, 10 737-700, 77 737-800, 130 737-900ER, 111 757-200, 16 757-300, 56 767-300ER, 21 767-400ER, oito 777-200ER e 11 777-200LR.

A partir de agora, a Delta possui encomendas apenas para aeronaves Airbus, a carteira de encomendas junto a fabricante europeia consiste em 265 aeronaves dos modelos A220-100, A220-300, A321ceo, A321neo, A330neo e A350-900.

Backlog da Delta Airlines

  • A220-100 – 27
  • A220-300 – 50
  • A321-200 – 43
  • A321neo – 100
  • A330-900 – 33
  • A350-900 – 12

A renovação da frota de longo curso está baseada nos modelos A330-900 e A350-900, os A220 e A321ceo susbstituirão os MD88/90, enquanto os A321neo serão os substitutos de parte dos 757-200.

 

A duradoura relação comercial entre Boeing e Delta parece ter chegado ao seu fim momentaneamente. A segunda maior empresa aérea dos Estados Unidos aguarda pelo novo projeto da fabricante com sede em Chicago, ainda designado ‘New Midsize Airplane’ (NMA).

Ed Bastian, CEO da Delta já manifestou interesse no novo jato da Boeing. Bastian afirmou que sua empresa é um potencial cliente do NMA, preenchendo o gap entre os A321 e A330.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s