Aviação Civil

Flight Report: voando de classe executiva no 737-800 da GOL

Voamos na classe executiva num dos 737-800 da GOL que vieram da Jet Airways. Confira:

Findo o evento da LATAM em Guarulhos, pensei que minhas tarefas para o Ponte Aérea tinham terminado. Pois eu estava muito enganado.

Observando o histórico do meu voo de volta, já havia observado no Flightradar24 que as aeronaves mais recentes da GOL cumpriam com certa frequência aquela operação. Então, logo antes de embarcar, resolvi ir ao totem de check-in para verificar o mapa de assentos. Algo chamou minha atenção: a aeronave tinha 33 fileiras, e não 31, como os aviões da GOL costumam ter.

Conversei com uma funcionária muito atenciosa que confirmou: o avião que cumpriria o meu voo seria um dos “indianos”. Para quem não sabe, com todo o problema nos 737 MAX, para cumprir com o seu plano de frota, a GOL precisou arrendar alguns 737NG de outras companhias aéreas em caráter emergencial. Desses, seis vieram da recém-falida Jet Airways, da Índia, como noticiamos aqui no Ponte Aérea.

Esses 737 não puderam ter o interior adequado ao padrão GOL a tempo. Vieram basicamente como foram deixados pela última operadora. Ou seja; têm assentos de classe executiva, algo muito incomum em aeronaves domésticas no país.

Não pensei duas vezes e pedi que a funcionária reservasse um assento de executiva para mim. O valor foi irrisório: 33 reais, já que o assento é vendido como um assento comum “GOL+ Conforto”. Fiquei na poltrona 1F, uma das oito disponíveis.

Logo após o pagamento, me dirigi à sala de embarque, pois o voo já estava sendo embarcado.

Voaria no PR-GZG. Com um pouco menos de 10 anos de idade, ele já acumulava quatro operadoras no currículo. Foi entregue à Air Berlin em dezembro de 2009, onde voou até janeiro de 2011. No mês seguinte passou a voar para a turca Pegasus Airlines, operando por ela até outubro de 2017, sendo transferida em dezembro do mesmo ano para a indiana Jet Airways. Com a empresa aproximando-se do colapso, a aeronave foi devolvida em fevereiro de 2019. Em junho desse ano, ela finalmente foi entregue à GOL. Os dados são do Airfleets.

Apesar do histórico extenso, o avião estava muito bem conservado, parecia praticamente novo.

Vista da minha janela

20190827_152055(0)

De espaço, eu não poderia reclamar. De fato, estava precisando me esticar um pouco, pois havia passado a noite acordado e aquela havia sido uma intensa manhã.

Vale ressaltar que essas poltronas são vendidas como “GOL+ Conforto” ou, em voos internacionais, como GOL Premium.

DSC_0386-2

O voo foi mais do que pontual. Às 15h33, 12 minutos antes do horário previsto, as portas foram fechadas. Um táxi relativamente curto se seguiu e dez minutos depois decolamos de Guarulhos.

Eu estava muito cansado. Então reclinei minha poltrona (aliás, o reclínio era ótimo) e dormi um pouco. Dormi muito bem aliás, pois a poltrona era bem larga. Entretanto, passei um pouco do ponto e quando acordei o serviço de bordo já tinha passado da minha poltrona.

Então chamei a comissária e pedi que, por gentileza, me trouxesse os snacks, bem como uma Coca-Cola e um cafezinho.

DSC_0410-2

Perguntei para a comissária se não haviam embarcado os alimentos do buy-on-board. Ela disse que parcialmente; apenas as comidas industrializadas, como salgadinhos. Os demais pratos quentes não haviam sido embarcados, então preferi não pedir nada.

Um interessante detalhe do meu assento era esse porta-copos retrátil embutido no apoio para os braços.

Tive tempo de me levantar para ir ao banheiro. A minha poltrona era tão espaçosa que pude “pular” para o corredor sem nem incomodar o passageiro ao meu lado. Ainda, como já mencionei, a aeronave parecia nova, estava muito bem cuidada e limpa.

A Anac classifica as poltronas como categoria “C”. Creio que se refiram, evidentemente, aos assentos da classe econômica.

DSC_0412-2

Cabe ressaltar que, obviamente, essa aeronave não tinha o sistema de entretenimento sem fio para dispositivos móveis. Então, para passar o tempo, a única opção era a revista da GOL, que como disse no flight report anterior, considero ser a mais completa e bem editada do país.

Um voo sem muitas novidades se seguiu; estávamos a uma altitude de 40 mil pés. Às 16h40 teve início a nossa descida para a capital gaúcha. Às 17h05, pousamos pela pista 11 do aeroporto de Porto Alegre.

Após o célere desembarque, aproveitei para fazer algumas fotos da cabine vazia. Os assentos da classe econômica têm um padrão muito parecido com o da GOL, em couro, mas o espaço parece ser sensivelmente menor.

DSC_0420-2

Enfim, não deixa nada a desejar. No meu entender, se não fosse a classe executiva, o interior nem precisaria ser substituído, dada a similaridade entre os dois padrões.

DSC_0426-2

Quanto à executiva, o GZG tinha apenas duas fileiras com quatro assentos em cada uma, perfilados em um padrão 2-2. Muito confortável, algo muito além do que estamos acostumados.

DSC_0432-2

O assento é muito largo – até porque ocupa a largura de 1,5 assentos “comuns” da econômica. Conta com um encosto ajustável de cabeça. Na parte interna do assento, próximo ao descanso para os braços, há três botões, com os quais se ajustam o reclínio e a altura do descanso para as pernas.

DSC_0435-2

Após as fotos, era hora de voltar para casa. Após um longo dia, foi revigorante voar de  classe executiva em um voo doméstico!

Conclusão

Foi um ótimo voo. O serviço nos assentos de executiva é o padrão doméstico GOL, sendo a única diferença o assento maior. Seja como for, é inacreditável que a companhia tenha me cobrado míseros 33 reais para que eu voasse num produto consideravelmente superior. Evidentemente é necessário ter sorte para pegar um desses aviões com executiva, mas posso dizer que valeu cada centavo. Afinal de contas, não é todo dia que se voa de classe executiva dentro do Brasil – principalmente a um preço tão baixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s