Aviação Civil

Flight Report: primeiro voo da Voepass no aeroporto de Congonhas

 Primeira operação contou com a primeira aeronave com pintura Voepass.

A Voepass chegou no aeroporto mais concorrido do país, o aeroporto de Congonhas (CGH) em São Paulo. A companhia, resultante da unificação das operações da Passaredo e MAP, operará 26 voos diários no aeroporto da capital paulista, servindo os aeroportos de Araçatuba (ARU), Bauru (JTC), Dourados (DOU), Macaé (MEA), Marília (MII), Uberaba (UBA) e sua principal base, Ribeirão Preto (RAO).

Todos os voos serão operados pelas aeronaves ATR72; atualmente as versões 200, 500 e 600 fazem parte da frota da companhia.

Voo 2Z 2229 RAO-CGH

Manhã de domingo com algumas nuvens no céu e temperatura agradável, assim foi iniciado o dia em Ribeirão Preto. Após ter deixado o hotel, segui de Uber até o aeroporto Dr Leite Lopes. Já na entrada do aeroporto, podia-se avistar uma frota de três ATR72 da Passaredo e dois ATR72 da MAP, um deles inclusive estava saindo para Congonhas (CGH) em traslado, para assumir a primeira operação para Bauru (JTC).

IMG_7949_pa

O PR-PDL já estava preparado e podia ser visto do lado de fora do terminal.

Após me encontrar com a equipe do RAO Spotter, segui para o check-in para imprimir o cartão de embarque e em seguida fui para a sala de embarque, que estava bem tranquila. No momento, havia apenas dois voos para embarque no mesmo portão, o nosso para CGH e outro para Curitiba (CWB), ambos da Voepass. Devido aos horários próximos, a equipe de solo da Voepass embarcou primeiramente o voo de CWB enquanto pediam para aguardarmos a chamada.

Para dar as boas-vindas, um dos fundadores da companhia, o Comandante Felício, fez o anúncio do embarque juntamente com o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira. Para evitar atraso no voo, ele foi bem curto nas palavras e logo a liberação do embarque, que aconteceu em poucos minutos, se procedeu. Felício também estava escalado para ser o comandante do voo.

Para esta primeira e especial ocasião, a companhia escalou o mais novo integrante da frota, o ATR72-600 matrícula PR-PDL. A aeronave, com capacidade para 60 passageiros, é a primeira a possuir a nova identidade visual da companhia, levando o Voepass no lugar do nome Passaredo. O meu assento inicialmente era o 7A, janela. Porém assim como a maioria das janelas, essa estava muito sujas pelo lado de fora para fazer vídeos ou fotos. Depois da decolagem, pedi gentilmente para o cliente que estava na 4D que trocássemos de assento, pois aquela janela estava melhor.

O voo 2Z 2229 estava programado para sair às 08h10min, e um minuto antes foi iniciado o push back e o respectivo acionamento dos motores. A comissária-chefe Tamires, juntamente com a ajuda da comissária Bianca, fez a demonstração de segurança e a conferência de cabine. Em poucos minutos o ATR72-600 PR-PDL chegou ao ponto de espera da pista 18, deixando o solo às 08h15min o primeiro voo da Voepass.

Nosso voo estava programado para ser efetuado em 55 minutos até o aeroporto central paulistano. A meteorologia ajudou bastante para que este voo fosse mais bonito, com o céu limpo na maior parte do tempo até a nossa chegada a São Paulo.

Com vinte minutos após nossa decolagem, as comissárias Tamires e Bianca iniciaram o serviço de bordo. Assim como os demais voos da companhia, foram oferecidos snacks (batata chips e amendoim) acompanhados de água ou refrigerante cítrico. Apesar de ser um voo inaugural, não foi servido nenhum tipo de bebida ou alimentação especial.

Por ser configurado para 60 passageiros, contra os 70 usualmente utilizados neste modelo de aeronave, todos os assentos nessa aeronave possuíam um ótimo espaço entre as fileiras. Assim como em toda a frota, não possuía nenhum tipo de entretenimento ou tomadas de energia, somente a revista personalizada da companhia.

Às 08h51min iniciamos a nossa descida para a capital paulista, enquanto nosso voo era sequenciado para a pista 35L de CGH. Por ser uma aproximação mais demorada vindo do setor norte, seriam necessários cerca de vinte minutos a mais até o nosso pouso. As comissárias então prepararam a cabine para o pouso, recolhendo os lixos e verificando os procedimentos de segurança.

Nossa aproximação final para a pista 35L foi bastante tranquila, com o céu limpo sobre a cidade de São Paulo. Às 09h13min, tocava pela primeira vez no solo de Congonhas a nova entrante no aeroporto. Nosso processo de taxiamento foi rápido até a posição remota do aeroporto, parando em uma das posições em frente ao hangar da GOL.

Na posição de parada os bombeiros da INFRAERO aguardavam nossa aeronave chegar para iniciar o tradicional batismo de boas-vindas da nova companhia aérea ao aeroporto. Estava oficializado naquele momento um novo capítulo no aeroporto mais concorrido do país, dando a oportunidade para mais uma companhia aérea concorra em um espaço bem disputado pelas três grandes aéreas do setor.

No aeroporto de Congonhas, a Voepass está com sua loja em frente ao check-in da GOL, que atende todos os voos da companhia (Passaredo e MAP). Antes do embarque de retorno para RAO e da primeira operação para JTC, foi feito um anúncio pelo gerente geral Mayr no portão de embarque, com direito a corte de faixas para inauguração das novas operações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s