Ponte Aérea

Onde a notícia voa

Delta Air Lines programa últimos voos dos MD-88 e MD-90

Devido ao surto que vem devastando o setor aéreo, a companhia aérea Delta Air Lines, permanece com mais da metade de sua frota aterrada devido à falta de demanda. Para otimizar e atualizar sua frota, está planejando a retirada permanente das aeronaves MD-88 e MD-90. A retirada das aeronaves antes, estavam programadas para ocorrer em um ano, agora com a antecipação da aposentadoria, deve ocorrer no próximo dia 2 de junho mais cedo do que o planejado.

As aeronaves, carinhosamente conhecidas como Mad Dogs (cachorro loucos), foram introduzidos na companhia aérea há mais de 30 anos. A Delta descreveu os aviões como os “cavalo de trabalho” de sua rede doméstica em um comunicado na semana passada. A companhia justificou sua decisão de antecipar a aposentadoria dos Mad Dogs como “redução de frota impulsionada pela crise no setor aéreo”. A aeronave ineficiente e envelhecida simplesmente não aguenta o mundo pós-pandemia. A Delta está procurando substituir as aeronaves por modelos mais modernos como os Airbus A220, A321 e A321neo.

A companhia aérea, chegou a possuir uma frota de 65 MD-90 e 80 MD-88. Com a retirada dos modelos no decorrer do tempo, em fevereiro deste ano, a Delta contava com apenas 47 MD-88 e 29 MD-90 ainda em operação, com idade média de mais de 20 anos.

De acordo com o site Reutesonline, a Delta agendou os últimos voos com os Mad Dogs, embora sujeitos a mudanças. Os aviões devem retornar à base da companhia aérea em Atlanta no dia 2 de junho para seus voos comerciais finais. Os últimos voos com o MD-88 chegarão ao aeroporto de Atlanta procedentes de Hartford, Norfolk, Pittsburgh, Raleigh/Durham, Richmond, Sarasota e Washington Dulles. O último voo do MD-90 virá procedente de Houston com destino a Atlanta às 08.58, horário local.

Embora o cronograma ainda possa ser adaptado, para muitos, será um dia triste, mas à medida que o tempo e a tecnologia avançam, os Mad Dogs são deixados no passado. Os aviões provavelmente serão desfeitos ou estacionados no cemitério de aeronaves, mas alguns podem ser alugados. Talvez nós os veremos voar novamente.